segunda-feira, outubro 31, 2011

PRIMEIRA NAMORADA



Por Letícia Vidica


Outro dia, escutei de alguém – muito sábio por sinal – que a primeira namorada só se fode. Eu ainda não tinha provado dessa sábia tese até ser surpreendida aquele dia ao entrar na minha agência bancária. Enfurecida por causa de uma cobrança indevida na minha conta e enputecida por ter que tirar todos os trecos da minha bolsa (e quase a roupa toda) para passar naquela porta automática (acho que seu eu fosse um ladrão eu não teria esse problema...), quase caí para trás quando fui atendida pelo gerente da minha conta.

A minha vontade era mandar o tal gerente para lugares impronunciáveis quando perguntou no que poderia me ajudar, mas ao levantar os olhos, enfartei.

- Douglas? Não acredito!

O gerente da minha conta era o Douglas, o meu primeiro namorado. Nessa era de internet onde (quase) tudo se resolve no internet banking, eu mal falava com o meu gerente, mas naquele dia pude ver que quem administrava todo o saldo negativo da minha conta era o Dodô, como eu costumava chamá-lo, mais conhecido como Gina (dos Palitos Gina porque na época ele era um magricela de óculos, aparelhos e cheio de espinhas estouradas na cara...ai, gente, mas eu era apaixonada por ele mesmo assim).
Mal pude acreditar que o Dodô tinha se transformado no Sr. Douglas e estava...estava...lindo de morrer naquele terno cinza.

- Diana? Esse mundo é mesmo pequeno demais. – ele dizia.

Nos abraçamos surpresos e meio sem jeito com a fria intimidade, afinal de contas fazia anos que não nos víamos. Estranho como você é apaixonada por uma pessoa um dia e no outro ela te parece um mero estranho.

Depois de resolver o meu probleminha, Douglas me convidou para almoçar com ele. Como eu tinha um tempinho livre, resolvi aceitar. Na verdade, estava curiosa em saber mais sobre a vida do Dodô. E uma das grandes novidades é que ele tinha um carro possante importado daqueles que a gente só vê nos filmes do Velozes e Furiosos. Uau! Quem diria , hein, Dodô?

Na minha época, ele tinha uma motinho velha que fazia um barulho infernal (algo como pipoca estourando), mas eu achava o máximo andar na garupa da motoca, fazendo inveja para as outras meninas do bairro. A não ser quando acabava a gasolina e eu tinha que ajudar a empurrar. Se eu soubesse que você ia ter um possante, teria ficado mais tempo com você.

- Espero que não se importe. O lugar é simples, mas costumo almoçar aqui todos os dias porque a comidinha é uma delícia. – dizia ele sobre o restaurante que tinha me levado.

Eu? Me importar? Vai lá no quilão que eu como todos os dias. Isso aqui é o restaurante dos deuses, meu bem. Além do mais, para quem só me levava para comer o dogão do Seu Zé que ainda aceitava passe (nossa, lembra disso?)...isso é um tremendo upgrade.

- Mas então o que anda fazendo da vida? – era Douglas que me fazia a pergunta clássica.

- Ah eu me formei em Publicidade, hoje sou responsável por uma conta da agência, moro sozinha...não tenho filhos... - o que dizer para um homem que há tempos não faz mais parte da sua vida?

- Uau! Publicidade? Para quem queria fazer veterinária, mudou bastante hein? E, nossa, nunca achei que você fosse sair da casa dos seus pais... ainda tem medo do escuro? – perguntava Douglas, relembrando detalhes sórdidos do meu passado que eu já tinha até esquecido.

- Pois é...grandes mudanças mesmo...mas e você? Gerente de banco e pensar que você odiava matemática – Douglas, odiava matemática, ou melhor, odiava estudar. Será que ele se formou por correspondência?

- É...não teve jeito né. Na verdade, consegui um emprego de Office boy no banco e acabei meio que sendo forçado a seguir carreira. Me formei, fiz Pós e acabei de voltar de um mestrado na Inglaterra. A gente tem que evoluir né...

Como assim? Para tudo! O Douglas odiava estudar e como assim ele acaba de voltar de um mestrado na Inglaterra? Meu Deus, por que o Senhor não me avisou que aquele magricela espinhudo ia ter um futuro?

- Mas e você? Casou? Tem filhos?

- Achei que tinha notado. – impulsivamente levei meus olhos até aquele aliança de ouro que agora ofuscava meus olhos - Três anos. Sou casado há 3 anos e serei papai daqui 3 meses. – dizia ele com sorriso de papai orgulhoso e marido feliz.

- Nossa! Que legal! Puxa, parabéns!

Confesso que fiquei meio tonta com tanta informação. Primeiro porque o Douglas sempre me disse que não acreditava no casamento e achava coisa de gente brega. Tudo bem que ele tenha me dito isso aos 14 anos, mas sempre zombava de mim quando eu dizia que queria casar de véu e grinalda. Segundo, quem é a sortuda filha da mãe que pegou o Dodô na melhor fase da vida? Não é justo. Eu chupo o osso e a outra come o banquete?

- E você?

- Eu? O quê? – ainda estava meio tonta com a informação. – Ao contrário de você, eu não sou casada e nem tenho filhos. Espero que um dia isso aconteça. E eu estou meio que namorando... lembra do Pedro?

- Pedro? Pedro? ‘Peraí, o Pedrinho, o seu vizinho?

- É, ele mesmo. Uma história doida.

- Poxa, que bacana! Eu sempre soube que ele era caidinho por você. Vocês tem tudo a ver... A gente precisa marcar de nos encontrarmos então... anota o meu telefone.
Vamos combinar de vocês irem jantar lá em casa.

Um pouco estranho ver como o mundo dá voltas. O Dodô que até então eu era apaixonada se transformou num homem invejável muito bem casado e futuro papai e que agora me convidava para jantar na casa dele junto com o Pedro, o meu vizinho, que hoje é meu namorado? A vida é mesmo uma comediante.

- Foi muito bom te ver de novo, Diana. – dizia Douglas me olhando profundamente nos olhos. Aquele olhar tinha um ‘quê’ de nostalgia. – Você se transformou numa linda mulher ... – disse ele me deixando sem graça.

- Obrigada. Digo o mesmo para você. Fiquei feliz em saber das suas vitórias.

- Pena que éramos dois adolescentes imaturos né? Mas, deixa eu ir que o trabalho me espera. Apareça mais vezes.

Douglas me deu um abraço apertado e um beijo no rosto. Eu fiquei ali, parada no meio do estacionamento, tentando decifrar o que tinha sido aquela frase. ‘Pena que éramos dois adolescentes imaturos’...será que o Dodô também sentiu o mesmo que eu? O Primeiro só se fode?

PAPO DE CALCINHA: Você já reencontrou algum ex-namorado(a) e ele estava bem melhor do que antes?

7 comentários:

jeane disse...

eu jah e dei o bote nele. depois a gente se perdeu de vista, nunca mais vi,mas confesso q de vez em quando lembro dele,mas sem saudade

jeane disse...

so uma duvida q ficou no ar... quem e Diana? no comeco eu pensei q era vc mas ai eu vi q seu nome e Leticia, e quero aproveitar , para te parabenizar belo blog. amei ta na minha lista de favoritos.

Maya disse...

Leticia...Adoro seu blog e as peripércias da Diana, Betina e Lili!!!
Leio sempre que vc posta e espero ansiosamente pelo próximo post... mas posso dar uma sugestão de texto e ao mesmo tempo um pedido de ajuda?
Meu grupo de amigos se fragmentou a alguns anos atrás (birras pessoais) e agora estou voltando ao contato... Uma dessas amigas teve Bebê e eu fui visitá-la... Ela peguntou de uma outra amiga e fiquei "sabendo" que ela estava separada do atual e ela comemorou... POr que? (achei que fosse só eu...) NINGUÉM GOSTA do dito cujo. Só que falando com a separada de novo, soube que eles voltaram!!! Como falar que isso? Tipo: falar que EU não vou com a cara dele, é difícil... Mas eu faço sem dó! Mas e as outras? Vou ter que voltar a ver a Nova mãezinha, e já "sugeri" qdo a separada fosse ver tb, que deixasse o Dito cujo em casa... ô nó!!! Dá uma luz?
Grata!

P.s. AMEI o tapa de luva pelica que a Diana deu no Pierre!!!!

luckmey disse...

Thank you for sharing excellent informations. Your web site is so cool. I'm impressed by the details that you have on this site. It reveals how nicely you perceive this subject. panerai replica watches

Letícia Vidica disse...

Maya,
COntinue acompanhando o blog sempre. Sua idéia é muito bem-vinda. Vou me inspirar. Aguarde!!! Bjs em todos, Letícia Vidica

Anônimo disse...

Claro, até um período ficquei procurando antigas namoradas, elas estavam melhores em todos os sentidos!

Anônimo disse...

Ola galera, venho por meio desse comentário deixar um convite a vocês, a entrarem nesse fórum http://dvdesign.forumeiros.com/ , criar a conta e se divertir com tutoriais de design que nossos membros fazem para cada dia melhorar a qualidade de nosso fórum, e também você pode fazer pedidos de banners, signs e muito mais, espero que gostem.

Cordialmente,
Equipe Dv Design. MOD-SrRicardo