segunda-feira, agosto 17, 2009

MULHER JOGO DURO


Por Letícia Vidica


- Olha lá, Betina...tá que tá hein? Olha só aquele gato dando mole para vc?
- Ai, Lili, pára de graça...você está viajando...olha só quanta mulher tem aqui e ele vai olhar justo para mim?
- Nossa, Betina...para de fazer jogo duro...
- ... acho bom você fazer jogo bem mole porque ele está vindo para cá...

Era sempre assim. Mulher jogo duro. Essa era a fantasia que a Betina vestia. Acho que ela é a única mulher no mundo que não sente falta de homem. Ela é minha amiga, mas vamos combinar hein? Adora dar pitaco na vida amorosa da Lili e da minha, mas quando o foco é ele, haja paciência. Nem me lembro direito do último relacionamento da Betina. Só sei, pelo que ela conta, que namorou muitos anos um cara que só pisou nela. Depois do fim, acho que ela resolveu se vingar de todos os os homens do mundo.

- Será que agora a Betina desencalha?
- Ai, Lili, eu infelizmente já perdi as esperanças com ela.
- Poxa, mas ela bem que podia ceder né? Olha lá que pedaço de mau caminho...se fosse eu...
- Se fosse você, Lili, já estaria atracada no colo dele há muito tempo.

Ao contrário da nossa amiga durona, eu e a Lili fazíamos o tipo mais fácil. Eu não tão fácil assim, mas a Lili F-A-C-Í-L-I-M-A. Basta ser homem que ela cai dentro. Cheia de ilusões e vivendo no mundo encantado de Bob, a Pequena Sereia acha que todo peixe é príncipe, até mesmo se ele foi sapo. Já eu faço o tipo 'sou durona, mas se você falar mais um pouquinho, caio dentro'. Afinal de contas, a concorrência tá pesada hoje em dia, se vacilar tem um milhão na fila.

******

- Bom diaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!
- Ai, Diana...você sabe que horas são? Nem clareou ainda...
- Pelo visto, a noite foi longa né? Já são meio-dia,amiga. Quero saber de todos os detalhes - dizia eu empolgadíssima e louca para saber o que tinha acontecido na noite passada com a Betina e o garanhã.
- Não aconteceu nada demais.
- Como assim? NADA???
- Nada, Diana. Eu não sou assim como vocês...
- Olha a ofensa!!! Mas e aí...
- Aí que fui até o apartamento dele, bebemos um vinho e só.
- Só???
- Só...e ele nem é tudo isso. Vocês inflam os homens demais.
- Mas não rolou nada? Betina há quanto tempo que você está na seca e surge a oportunidade e você cai fora?
- Não é porque eu estou sem sexo há um tempo que tenho que dar pro primeiro pedinte que aparecer né???

Não adiantava insistir com a Betina. Tudo no tempo dela. Ô geniozinho!!! Mas eu já tinha me acostumado né?

**************************

Certa vez, resolvi agitar um primo meu para a Betina. Mais velho, culto, inteligente...achei que era o tipo certo. Pior besteira da minha vida. Resolvi fazer uma noite da pizza lá em casa para apresentar os pombinhos. O primeiro erro foi que a Betina apareceu como se tivesse acabado de acordar...

- Que roupa é essa, Bê?
- A melhor que eu tenho...
- Betina, você vai conhecer o homem da sua vida e me aparece com a roupa da sua vó? Vamos agora mudar esse look.

Totalmente contra a vontade dela, emprestei um vestido meu, maquiei e ela ficou lindona. Tudo corria bem até o meu primo chegar. Coitado, tentou ser gentil e trouxe um vaso de margaridas para ela. Detalhe: a flor que a Betina mais odiava no mundo, mas o coitado não era obrigado a saber né? E a minha amiga bem que podia facilitar e dizer que tinha gostado, mas nem agradeceu e muito menos disfarçou o seu desprezo.

Achei que deixando os dois pombinhos sozinhos seria melhor, mas ledo engano...os dois quebraram o maior pau e depois tive que passar o resto da noite tentando manter o clima de paz,mas não deu...

- Poxa, Betina, você precisava tratar o meu primo assim??? Ele só queria ser gentil.
- Diana, desde o começo eu te disse que isso não ia dar certo.
- Não deu porque VOCÊ NUNCA quer facilitar as coisas.
- Eu?!
- É, você, Betina... ainda está para nascer o homem que vai servir para você!!!
Ficamos as duas nos olhando com cão raivoso e permanecemos por uns dez minutos em silêncio. Até que depois de dois cigarros, Betina quebrou o gelo...

- Desculpe, Diana...eu sei que estraguei tudo, mas é o meu jeito. Sei que você só queria ajudar...mas eu já falei que estou feliz sozinha...mas você e a Lili com essa mania de cupido.
- Betina....eu não consigo entender como uma mulher bonita e inteligente como você pode viver sozinha.
- Eu me acostumei a viver assim... eu estou super bem...
- Mas vai viver solitária para sempre?
- Eu acho que me cansei dos homens. Na verdade, me cansei de sofrer sabe? E homens e sofrimento são duas coisas que caminham juntas. Então é melhor cortar o mal pela raiz.
- Mas como você é radical. Tudo por causa do...
- Nem me fale o nome dele. Não merece nem ser pronunciado.
- Você nunca comenta disso. Dói demais ainda?
- Muito mais que isso. A dor foi tão profunda que eu já nem sinto mais se você quer saber.
- E vai ficar velando esse cafajeste e essa dor até quando? Não tá na hora de se libertar?

Assim como final de capítulo de novela, Betina permaneceu pensativa. Mas algo me dizia que aquela pergunta tinha causado algum efeito naquele coração gelado. Bastava saber qual seria o jogo agora.

Papo de Calcinha: Vocêm também faz jogo duro?

4 comentários:

Flávia disse...

Não pois uma pessoa sempre será diferente da outra. Ficar com o pé atrás, sim, mas desistir, jamais!!

Nara Murta disse...

Quando se gosta é impossível fazer jogo duro, né? Tentação XD

Anônimo disse...

Pra que dificultar amiga !!! Facilita a vida colega KKkkkkk

Putz essa Betina deve se entupir de anti-depresivo para se aguentar .. afffffff

Vivi Lolis

SansNOM Sans disse...
Este comentário foi removido pelo autor.