domingo, dezembro 24, 2006

CARTA AO PAPAI NOEL

Por Letícia Vidica

Estava pensando em escrever uma carta para o Papai Noel. Quando eu era pequena, já escrevi bastante. Todo Natal minha mãe me levava nos Correios para que eu postasse a minha cartinha. Eu ficava o ano inteiro pensando no que pedir para o bom velhinho: uma boneca, um vestido novo, um vídeo-game... a lista era sem grande e a minha ingenuidade também.

Acho que acreditei em Papai Noel até uns 12 anos. Foram 12 anos de muita euforia ao postar minha cartinha e receber na noite de Natal o presente, que eu acreditava ser do bom velhinho. Tempos ingênuos, tempo bom que me traz saudades...pois acho que a vida era bem mais colorida, quando eu acreditava que Papai Noel existia, vivia na Lapônia e entrava pela chaminé da minha casa, mesmo que minha casa não tivesse chaminé.

Depois que descobri que o bom velhinho era o meu pai e que ele não andava de renas, os Natais nunca mais foram os mesmos. A magia do Natal se perdeu um pouco dentro de mim. Mas esse ano, estou com vontade de escrever uma carta para o Papai Noel, pois acho que ele nunca morreu dentro de mim.

Se eu fosse escrever uma carta para o Papai Noel, o que eu pediria? Um namorado, obviamente, mas eu não quero qualquer homem. Tem que ser um homem carinhoso, que me entenda, que seja bonito, inteligente, educado, que goste da minha família, ature os meus defeitos, tenha muita disposição, seja bem-humorado, saiba me ouvir, odeie futebol, tenha poucos amigos, com uma mãe adorável (claro!)...será que é pedir muito? Se for difícil, Papai Noel pode me ceder um dos seus ajudantes natalinos, deve ter algum bonitinho disponível lá na Lapônia.

Mas será que eu seria feliz só com um namorado? As crianças abusam de seus pedidos, acho que ele não iria se importar. Dinheiro. Isso. Preciso de muito dinheiro para comprar um carro, reformar o meu apartamento, fazer uma longa viagem, trocar todo o meu guarda-roupas,pagar minhas contas (muito importante) e sair por aí sem ter que pedir descontos, comprar na promoção, parcelar em 500 mil vezes, ou seja, se me endividar ainda mais.
Namorado e dinheiro é uma ótima combinação. Ah, Papai Noel, ainda não sei se vou ser feliz...o que mais me falta? ... um ótimo emprego, claro. Estou gostando de trabalhar nessa nova agência,mas não seria nada mal se eu pudesse abir a minha e ter ótimos clientes, contas grandes, clientes grandes e ótimos funcionários.


Acho que é só: namorado, dinheiro e trabalho. Seria muito feliz assim, não seria? Não, não seria... Acho que tenho mais pedidos, mas Papai Noel não vai conseguir trazê-los numa única noite...mas me contento se, pelo menos, o meu primeiro pedido...não é pedir muito é?

O resto eu deixo pra cartinha do ano que vem...prometo!

4 comentários:

Telzinha disse...

Até q enfim saiu alguma coisa nesse blog kkkkk

bjão
telzinha

Zé Ninguém disse...

Menina vai soltar o mulherio na casa de Absolutamente Ninguém

papai noel disse...

adorei seus pedidos mais agora papai noel esta de ferias aguarde ate dez e seja uma boa menina............

Cristiane disse...

Oi Letícia, assim como vc, também tive essa ilusão com o Papai Noel. Mas veja por outro lado, vc tem um pai maravilhoso, que já é um grande motivo para se alegrar; assim como ele cresceu escutando esta lenda, é natural passar para os filhos e tenho certeza que vc o ama muito. Outra coisa, eu descobri que no lugar de Papai Noel, posso pedir a Jesus Cristo, que esse sim é capaz de realizar todos os nossos desejos que nos farão bem, então sugiro que vc escreva a carta pra Jesus, pois te garanto que Ele vai te abençõar!
Um grande abraço. Cristiane -Goiás.